domingo, 16 de janeiro de 2011

Ana Folha e a Turma do Lixão

                          ECOCIDADANIA COM ANA FOLHA E A TURMA DO LIXÃO
                                                                 Por Luciana Ribeiro
                                                             Ilustração: Juliana Ribeiro                              
                                                                                                    
O tema gerador “lixo” provoca a leitura de mundo e a construção de conhecimentos do educando dentro e fora do contexto escolar. Isto também permite compreender as situações provocadas pelo mesmo: poluição no ar, na água e no solo; desmatamentos de áreas verdes e outros que destacam o consumo de matérias-primas para a fabricação de produtos que são descartados de modo inadequado no meio ambiente e afetam o planeta Terra.
 Vislumbra-se como solução educativa para o contexto escolar: a mobilização do educador para atuar em parceria com a comunidade, priorizando os projetos socioambientais de: coleta seletiva do lixo; o plantio de hortas; visitas em áreas verdes e em várias outras realidades histórico-sociais do educando. Ou seja, reeducar o olhar para saber a importância do meio ambiente para todos, por meio da complementação dos conteúdos ecopedagógicos e motivando com a troca de ideias e experiências sustentáveis sobre a preservação do próprio local em que se vive.
Acredita-se, então que a tarefa de educação ambiental desenvolvida na escola junto à comunidade torna-se um caminho essencial para a sensibilização das pessoas comprometidas com um mundo mais ético, mais cidadão, mais limpo, mais verde e mais bonito.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:
BRASIL, Ministérios da Educação e do Desporto. A implementação da educação ambiental no Brasil, Brasília – DF, 1998. Publicação de responsabilidade da Coordenação de Educação e do Desporto, Brasília- DF, 1998.
GADOTTI, Moacir. Pedagogia da Terra. São Paulo: Petrópolis, 2000.
Http//www.paulofreire.org

Nenhum comentário:

Postar um comentário