sexta-feira, 13 de maio de 2011

PROCON/Crianças e a economia

Crianças não têm o hábito de economizar, constata Procon


                                        Escrito por Agecom    
                          




Os pais estão cumprindo seu papel de orientar os filhos sobre a importância de ter um planejamento financeiro. Do total de crianças ouvidas pelo Procon, 86% disseram receber de seus pais ensinamentos sobre a necessidade de economizar. Mas a maioria não coloca em prática esses ensinamentos, pois enquanto 37% possuem o hábito de economizar, para 63% o uso do cofrinho ou outro meio não faz parte do seu dia a dia.

Esta é uma das conclusões da pesquisa comportamental realizada pelo Procon, motivada pela proximidade do Dia da Criança. Com a autorização das escolas, foram ouvidas 155 crianças entre os dias 24 e 29 de setembro, através de questionários composto de 17 perguntas, que seriam respondidas em casa, sendo que algumas perguntas eram direcionadas exclusivamente aos pais.

Durante esse período foram visitadas quatro escolas da rede pública de ensino de Goiânia: Escolas Estaduais José Honorato, Maria Lusia de Oliveira e Gracinda de Lourdes. As perguntas foram divididas em três tópicos: Postura da criança em relação ao controle de suas finanças; Perfil das crianças quanto à escolha do presente; e Postura dos pais com relação à compra do presente.

Conhecimento Segundo o gerente de Pesquisa e Cálculo do Procon, Gleidson Tomaz, o objetivo da pesquisa de comportamento é acompanhar anualmente o grau de conhecimento das crianças com relação à suas finanças, controle e o comportamento relacionado à escolha do presente no Dia da Criança. “A educação financeira deve começar em casa, pois esse é um assunto dos pais e da família. A escola terá sempre um papel coadjuvante”, salienta.

O primeiro tópico Postura da criança em relação ao controle das finanças é uma das principais preocupações da nova administração do Procon, já que o órgão está com um projeto voltado para esse tema. De acordo com a pesquisa, enquanto as principais preferências dos pais para presentear os filhos são roupas (36%) e brinquedos (32%), para as crianças os presentes desejados são outros. Sem sugerir nenhum item, para 23% delas o computador seria o presente ideal, seguido pela bicicleta (14%) e videogame (8%).

Conforme a pesquisa, 49% dos filhos costumam influenciar totalmente dos pais na escolha do presente, será necessário um bom diálogo para chegar a um consenso. A pesquisa mostra ainda que a mãe parece ser mais generosa e compreensiva com os filhos, pois 42% das crianças preferem pedir o presente a elas. Para 44% dos filhos tanto faz para quem é o pedido, e apenas 14% preferem pedir para o pai.

Uma boa notícia para os comerciantes de brinquedos é que a 77% dos pais pretendem presentear os filhos no dia 12 de outubro. O valor do presente para a 67% dos pais não deve ultrapassar R$ 50,00 e 65% pretendem pagar a vista. O gerente do Procon, Gleidson Tomaz, informa que a pesquisa feita com os pais demonstrou certa preocupação com o orçamento doméstico. Muitos pais possuem o hábito de conversar sempre com seus filhos sobre a importância de economizar e não pretendem investir muito alto na compra do presente.
Escrito por Agecom   
Qua, 06 de Outubro de 2010 12:13 
Fonte:http://www.jornalcidadao.com/portal/inicio.html
Veja a CARTILHA DO PROCON/consumo consciente:http://www3.uberlandia.mg.gov.br/midia/documentos/procon/cartilha_procon_mirim.pdf  
Veja outra CARTILHA de Álvaro Modernell(Consultor na área de educação financeira) /Zequinha e a porquinha poupança:http://www.correiodeuberlandia.com.br/cidade-e-regiao/cartilha-de-educacao-financeira-para-criancas-e-lancada-em-uberlandia/
Vídeo do Projeto Consumidor consciente/Procon DF/http://www.youtube.com/watch?v=vgKrNqaCJa0 
Mais informações sobre educação financeira/Procon:http://www.mp.mg.gov.br/portal/public/interno/arquivo/id/12133#conteudo 

Um comentário:

  1. Oi Luciana, gosteí da matéria do procon e a Criança, é geralmente as crianças não tem um hábito de economizar, muitos desse hábito pode começar em casa com os pais, no ensinamento e também no preparo do futuro a criança, para quando estiver maior, ter um futuro mais, facilitado para entrar numa faculdade e mesmo fazer cursos de preparamento para o mercado de Trabalho.
    Um abraço Luciana, seu trabalho de divulgação para á nossa sociedade é maravilhoso, parabéns e lembre-se o melhor de Deus está por vir para sua vida, você é uma benção de Deus.

    ResponderExcluir