sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Cartilha -Consumismo infantil:na contramão da sustentabilidade

 

Luciana Ribeiro-Responsável pelo site Ecopedagogia/ Fernanda Altoé Daltro - Gerente de Projeto do MMA/Juliana Pereira- Representante da Secretaria Nacional do Consumo/Gabriela Vuolo - Representante do Instituto Alana
 
Por Luciana Ribeiro

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) lançou na quarta-feira, 31, a cartilha Consumismo Infantil: na contramão da sustentabilidade.
Gostei muito da cartilha educativa e acredito nos trabalhos que inserem a sustentabilidade dentro e fora do contexto escolar; e inclusive é uma visão educacional para ser melhor desenvolvida nas escolas, e nos espaços de convivência social para o enfrentamento dos problemas socioambientais nas dimensões local, regional, nacional e global.
Espero, que mais cidadãos, mais educadores, educandos e governantes responsáveis eco-percebam e contribuam de fato para as soluções que minimizam os problemas socioambientais a serem resolvidos de forma coletiva, e ainda possam usufruir dos instrumentos pedagógicos (cartilhas, vídeos, livros etc) oferecidos pelas instituições de educação (MEC/MMA) que já existem para dar acesso às informações públicas que propiciam a preservação da natureza.

O Instituto Alana colabora neste volume.Mais informações podem ser obtidas nos sites:
Acesse a cartilha/PDF: Clique
Depoimento da Fernanda Altóe Daltro - Gerente de Projeto/cedido para o site ecopedagogia

Importância da Cartilha para a comunidade de educadores do DF
"Tentar mudar a cabeça dos adultos é bastante complicado, mas trabalhar as crianças para terem comportamentos mais sustentáveis é muito mais fácil, pois elas têm, instintivamente, uma compreensão sobre a importância de cuidar do meio ambiente. Protegê-las dos apelos do consumismo é tão importante quanto ensinar a separar o lixo ou plantar uma árvore. Uma criança que receba de seus pais e professores a informação sobre a diferença entre "ter" e "ser" crescerá com autoestima, autoconfiança, segura de si e de suas escolhas, tornando-se um consumidor consciente no futuro - ele não será um "vai-com-as-outras". Esperamos que este Caderno de Consumo Sustentável seja uma fonte de inspiração para os professores conversarem e estimularem o pensamento crítico em seus alunos."

Acesse para saber mais:
Contatos:
Fernanda Altoé Daltro
Gerente de Projetos
Consumo Sustentável
Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental - SAIC
Ministério do Meio Ambiente
(61) 2028-1482

Nenhum comentário:

Postar um comentário