quarta-feira, 21 de maio de 2014

Visitando o Jardim Botânico da Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte



Data: 21/05/2014

Imagens: AQUI/.

Em visita orientada, pude recentemente conhecer o jardim botânico da Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte, um espaço muito especial para quem é amante e apreciadora da flora, como eu.

A FZB-BH espaço foi criado em 1991 e herdou uma história de mais de 30 anos, uma vez que passou a administrar, além do Jardim Zoológico, existente desde 1959, o Jardim Botânico que, naquele ano, foi transferido do bairro Betânia para a região da Pampulha. A FZB-BH também é composta pelo Parque Ecológico da Pampulha que foi inaugurado em 2004.
Terceira maior área verde pública de BH, a FZB-BH recebe, anualmente, cerca de 1 milhão de pessoas. Sua missão é “contribuir para a conservação da natureza realizando ações de educação, pesquisa e lazer, que sensibilizem as pessoas para o respeito à vida”. Para isso, mantém projetos educativos, científicos e culturais, contribuindo para a preservação da fauna e da flora, e para a formação do cidadão. 

A tarde de visita foi ampla de surpresas. Em cada novo espaço, um encatamento. Experiência que recomendo a todos que moram em BH ou que aqui estejam como visitantes.

Referência nas áreas de botânica aplicada e de fitossanitarismo, o Jardim Botânico da Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte é um espaço dedicado à conservação e exposição de coleções de plantas. Suas prioridades são ações e estudos voltados para a conservação da flora regional, com destaque para as espécies raras, endêmicas e ameaçadas de extinção. 

A área de visitação do Jardim Botânico - construída entre 1997 e 2001 - é composta por estufas e jardins temáticos, pergolados, praças, lagos, fonte e anfiteatro, galpão de compostagem, minhocário, sementeira, e estufas de produção de mudas.
No primeiro espaço pude observar aspectos da história da Terra e o tempo geológico, observando elementos das diversas eras e aprendendo sobre a evolução dos grupos vegetais.

São mais de 3.500 espécies expostas em todo o complexo, com destaque para as belezas dos Jardins de Folhagens, de Suculentas, de Bromélias, de Plantas Tóxicas e Medicinais, de Palmeiras, de Flores e Cores e Lago de Plantas Aquáticas. As quatro estufas implantadas – de Evolução, de Mata Atlântica, de Caatinga e de Campo Rupestre – também abrigam espécies que merecem ser admiradas.
Apreciem através das imagens a seguir, um pouquinho do que poderão ver por lá.

Imagens: AQUI/.


Até a próxima. Espero que tenham gostado.




Nenhum comentário:

Postar um comentário