segunda-feira, 30 de junho de 2014

Baixe o livro "Tornando nosso ambiente construído mais sustentável"





Ecodesenvolvimento - A versão digital da obra em português pode ser baixada aqui -


A construção de um prédio sustentável custa, em média, apenas 2% a mais que a de um convencional. O dado consta de uma pesquisa realizada com mais de 170 edifícios certificados, que integra o livro Tornando nosso ambiente construído mais sustentável – Custos, Benefícios e Estratégias, cuja versão em português foi lançada no final de abril pelo Sindicato da Habitação (Secovi-SP).

De autoria do norte-americano Greg Kats, uma das maiores autoridades da atualidade no estudo dos aspectos econômicos relacionados ao ciclo de vida de empreendimentos imobiliários sustentáveis, a obra busca desmistificar percepções erradas como a de que o custo adicional das construções ambientalmente corretas pode chegar a 17%.

“Está se tornando arriscado não construir prédios sustentáveis. Nos EUA, 50% dos prédios públicos construídos são verdes. A construção de edifícios sustentáveis, que são mais eficientes, saudáveis e que oferecem mais qualidade, pode transformar o Brasil”, afirmou Kats, por meio de videoconferência.

O tão discutido custo adicional é superado em quatro vezes pelos benefícios diretos (economia de água e energia, saúde, etc.) proporcionados aos ocupantes da edificação.

Nas escolas verdes pesquisadas, houve incremento de 3% na produtividade, aprendizado e performance e redução de 3% no turnover de professores, 15% em pessoas com resfriado e gripe e 25% em asma. Já nos edifícios comerciais, os ganhos foram na valorização dos imóveis: a taxa de ocupação é 5% maior, o ganho com aluguel cresce 35% e o valor do imóvel aumenta em 64%, em comparação com os convencionais.

Qualidade da informação e metodologia adotada na pesquisa realizada pelo autor do livro foram destacadas por Rafael Tello, pesquisador da Fundação Dom Cabral. “Precisamos de informações para dar sentido à construção sustentável. O livro serve de parâmetro para Brasil”, afirmou.

Ele elogiou a transparência com que as informações são mostradas na obra de Kats. “Se a construção sustentável traz benefícios, é necessário quebrar barreiras para ser mais adotada. É possível ter empreendimentos sem custo adicional. Basta escolher os requisitos”, acrescentou. Em concordância com Tello, Greg Kats adicionou que “construções que não são sustentáveis estão ultrapassadas”.







Nenhum comentário:

Postar um comentário